Intercâmbio na Irlanda: Absolutamente tudo que você precisa saber!

Tudo sobre Intercâmbio na Irlanda

Nos últimos 10 anos, o intercâmbio na Irlanda se tornou um dos destinos favoritos para os brasileiros e também algumas outras nacionalidades. A necessidade de mão-de-obra no país abriu espaço para intercâmbios de estudo e trabalho. Além disso, o idioma inglês, o preço e o fato de estar na Europa com fácil acesso a turismo na região, fez da Irlanda o cenário quase perfeito para quem planeja estudar for.

Se você achava impossível passar 1 ano fora, viajando, trabalhando e tudo mais. Vai descobrir que com o intercâmbio na Irlanda isso é possível! Seja para fazer um intercâmbio de 1 mês, gastando basicamente o mesmo que em uma férias convencionais, ou então passando uma temporada fora por um pouquinho mais que isso.

Quer saber como?

Leia até o fim e comece a planejar seu intercâmbio!

1 ) Tipos mais comuns para intercâmbio na Irlanda

Intercâmbio de inglês é sem dúvida o tipo mais comum na Irlanda. Entretanto, muita gente acaba estendendo a sua estadia no país e avançando para outros tipos de cursos.

  • Inglês Geral (General English) – São cursos com duração de 1 semana a 6 meses, com início semanal ou mensal, a depender da escola. Estes cursos são sempre focados em algum tipo de certificação, seja nos mais famosos como IETLS, TOEFL e Cambridge, seja em outros de menor expressão.
  • Inglês para Negócios (Business English) – São cursos similares ao de Inglês Geral, porém focam em vocabulário para negócios e acabam tendo datas mais fixas para seu início. Dependendo do seu nível, é possível considerar um curso que mescle inglês geral com inglês para negócios – veja detalhes aqui.
  • Cursos “non-degree” – São cursos complementares em alguma área específica e que não tenham diploma de graduação. O tipo de visto que concede é igual ao de inglês e o curso tem no máximo 6 meses de duração.
  • Graduação, Pós, Mestrado, Doutorado (NFQ* de 7 a 10) – Estes cursos tem de 2 a 5 anos e usualmente te dão direito a trabalhar nas férias. Por muitas vezes ser mais caro que em outros lugares da Europa, acaba não sendo muito comum para intercambistas brasileiros. Normalmente quem faz estes tipos de cursos já tem visto de permanência na Europa ou na Irlanda.
  • Cursos como High-school e Programas de Férias para adolescentes, não são comuns no país.

*NFQ é o nível de qualificação do curso pela National Qualifications Authority.

Para entender melhor como funcionam os cursos de idioma na Irlanda e em outros países, veja o vídeo abaixo!

2 ) Referências de preços e valores para um intercâmbio na Irlanda

Como falei antes, o intercâmbio mais comum na Irlanda é o de idioma inglês. Dentro deste cenário, os períodos mais comuns são de 1 mês, 3 meses ou 6 meses (que no caso da Irlanda, acaba virando 8 meses, por dar 2 meses adicionais de férias).

Como você vai ver na tabela abaixo, o intercâmbio é uma coisa que quanto mais você faz, mais barato fica… O  que é ótima notícia, certo?! 🙂

Por isso que eu sempre digo que quem pode ficar 3 meses, deveria ir para 6 meses logo de uma vez!!!

Ah, outra coisa… Essas referências de valores estão mais próximas do orçamento mínimo. Ou seja, você pode encontrar cursos de inglês muito mais caros que estes, e os outros cursos certamente também terão valores mais baixos, questão de pesquisar.

Referências de preços e valores para Intercâmbio na Irlanda
Referências de preços e valores para Intercâmbio na Irlanda, com base em fev/2017.

* Este valor você não terá que gastar, mas na chegada a Irlanda terá que apresentar o valor ou comprovações de que tem o valor pra ser gasto. No caso do intercâmbio de 6 meses, no processo de visto, você precisará depositar o valor em um banco irlandês. Isso será detalhado no próximo item do artigo.

Obs.: O seguro na Irlanda não necessariamente precisa ser este que coloquei. Existe outra opção, até 80% mais barato, mas ele te permite ficar APENAS na Irlanda. Como sei que normalmente as pessoas querem dar um pulinho em outros países da Europa, recomendo comprar o seguro mais abrangente que contempla o acordo de Schengen. em que a maioria dos países europeus são participantes..

3 ) Principais Vistos na Irlanda

Passaporte e carimbos de imigração

Exitem praticamente uma dezena de vistos para quem vai para a Irlanda. Porém, é importante conhecer os vistos que se aplicam para os estudantes brasileiros, que é o que vou focar aqui.

Beleza?

Vistos de Estudante

  • Até 3 meses de curso: não é necessário visto
  • Mais de 3 meses de curso (o famoso stamp 2): é necessário visto. Para emissão é preciso levar documentação da escola e comprovar reserva financeira. O visto é emitido após você chegar ao país, primeiro você receberá um visto temporário, depois – em até 1 mês – precisará ir a um escritório da imigração Irlandesa com toda a documentação. Veja com mais detalhes aqui os 5 passos para emissão de visto de estudante acima de 3 meses.

Para cursos que não sejam graduação (como o de inglês), e que tenham duração de 6 meses, o visto Stamp 2, dá direito a 6 meses de curso, mais 2 meses de férias. Durante as aulas, legalmente, você pode trabalhar part-time (20h/semana) e nas féria full-time (40h/ semana)

Requisitos do visto de estudante Stamp 2 (6 meses):

Carteirinha GNIB - Visto na Irlanda
Carteirinha GNIB – Visto na Irlanda
  • A carga horária mínima deve ser de 15 horas semanais
  • Necessário carta da escola
  • Seguro viagem
  • Comprovação de 3,000 euros
  • Comprovação de endereço
  • PPS (é o CPF irlandês)
  • Pagamento de 300 euros para emissão do visto (carteira da GNIB)

Atenção: Este tipo de visto pode ser renovado  até duas vezes. Ou seja, você no máximo poderá ficar 24 meses (2 anos) sob o Stamp 2.

Visto de turista

Assim como no resto da zona do Euro e a maioria do Leste Europeu, não é necessário para visitas até 90 dias.

Visto de trabalho

Exitem dois tipos de visto de trabalho na Irlanda:

  1. Stamp 1 – para este visto você precisará que uma empresa irlandesa te contrate e solicite este visto junto à imigração do país.
  2. Stamp 1G – Se você concluir uma graduação ou algum outro curso elegível em solo irlandês, você poderá solicitar este tipo de visto. A partir da sua formatura, você será considerado “mão-de-obra qualificada”, e por isso conseguiria este visto para ingressar em empresas irlandesas.

Já decidiu pela Irlanda ou ainda está em dúvida?

5 ) Por que fazer um intercâmbio na Irlanda?

Para mim que fui para a Irlanda, fica fácil dizer… E acho que você vai sair convencido também! 🙂

St Patricks Day na Irlanda

I ) Preço do intercâmbio na Irlanda
Os valores dos cursos na Irlanda são normalmente os mais baratos que você vai encontrar, principalmente para os cursos de longa duração que dão direito a trabalho.

II ) Acesso à trabalho (para os cursos de maior duração)

São poucos os países que dão direito a trabalhar, tais como Nova Zelândia e Austrália. Porém, estes outros países tem cursos mais caros e processos de visto mais complicados.

A Irlanda tem também um dos salários / hora mais altos da Europa! Ou seja, mesmo trabalhando poucas horas por semana, é possível se manter e ainda guardar uma graninha para a pint no fim de semana ou para um mochilão!

Para que tem o orçamento apertado, quer pagar o intercâmbio trabalhando no país e que viajar logo sem esperar por visto, a Irlanda é o destino certo!

III ) Fácil acesso ao Visto

Quase todos os outros países exigem visto para estudos mesmo para cursos de curta duração. Na Irlanda, mesmo os cursos de longa duração o visto é emitido no país e taxa de rejeição é praticamente nula!

É praticamente chegar e entrar!

Claro, se você tiver com toda a documentação em ordem 😉

IV ) Diversidade cultural

Além da própria riqueza cultural do país, que é linda e vasta, o país recebe milhões de imigrantes e estudantes. Em qualquer roda de bar, festa na casa de alguém, lugar de trabalho etc., você estará com pelo menos mais umas 2 ou 3 nacionalidades diferentes!

Sou apaixonado por esta riqueza…

V ) Hospitalidade irlandesa

O irlandês é certamente um dos povos mais hospitaleiros que já conheci. Não custa nada para sentarem no pub com você, trocarem uma ideia etc. Sempre muito solícitos e simpáticos.

Morei com 2 irlandeses no meu intercâmbio e só tive boas experiências.

Não está convencido com 5 motivos? …então veja mais 4 motivos para fazer seu intercâmbio na Irlanda!

VI) Qualidade de vida

Muitos parques, muito verde, transporte público que funciona e acesso a muita coisa boa! Muita coisa se pode fazer a pé, ou então, de bicicleta, que é um dos meios de transporte mais comuns para os intercambistas por lá.

Mesmo em Dublin, é aquela mistura de cidade “grande” (500 mil habitantes) com interior…

VII ) Possibilidade de viagens pela Europa

Já pensou gastar menos para ir para Paris do que você gasta para ir de São Paulo para Santos?

Pois é, isso existe! Passar um fim de semana em Londres, Paris, Amsterdã, Madrid ou tantos outros pode sair por menos de 150 euros.

Com tudo, Homero?

Sim… Passagem, estadia, alimentação.

Interessou?

VIII ) Comunidade brasileira

A Irlanda se tornou um reduto brasileiro na Europa. Se você acha que vai ter problemas para se adaptar com cultura, não se preocupe!

Enquanto você se adapta, vai conhecer um monte de brasileiro legal também, que se ajuda de verdade… seja dando dicas básicas sobre onde compras coisas até, até indicando para vagas de emprego etc.

6 ) Por que NÃO fazer um intercâmbio na Irlanda?

I ) Clima

Bom, se você não gosta de um friozinho e principalmente fica incomodado com uma garoazinha fria de vez em quando, talvez a Irlanda não seja o melhor destino.

II ) Comunidade brasileira

Sim, também é uma desvantagem, eu não estou louco!

Como tem muitos brasileiros no país, isso pode prejudicar seu aprendizado do idioma. É muito fácil passar dias sem falar inglês, pois em toda parte tem um brasileiro. Isso vai requerer uma esforço e foco adicional para que você aprenda o idioma.

Mantenha o foco!

Sobre a Irlanda

Cliff os Moher, região do Galway, Irlanda
Cliff os Moher, região do Galway, Irlanda

A Irlanda é uma ilha (na verdade um pedaço de uma ilha), que declarou independência do Reino Unido em 1916, e tão pequeno que:

  1. É menor que a metade da cidade de  São Paulo, tem só 4,5 milhões de habitante
  2. Dublin, a capital, tem 500 mil habitantes. Se fosse no Brasil, seria a 39a cidade mais populosa, atrás de Juiz de Fora e Londrina.
  3. Em termos de área, tem 70 mil m², o que é metade do município de Altamira no Pará (ok, Altarmira é o maior munício do Brasil em extensão)

Por outro lado, a Irlanda é tão fantástica que:

  1. É o 6o país no mundo com maior IDH – índice de desenvolvimento humano
  2. No ano passado, Dublin foi considerada a 33a melhor cidade no mundo para se viver
  3. Em 2017, Dublin é considerar a 31a melhor cidade para estudantes no mundo.
Plug de Tomada na Irlanda
Plug de Tomada na Irlanda

Outros dados mais chatos:

  • Línguas – Inglês e Gaélico (ninguém fala gaélico na rua, fique tranquilo!)
  • DDD – +353
  • Moeda – Euro
  • Voltagem – 220v (com um plug estranho igual ao do Reino Unido)
  • 3 horas de fuso comparado com horário do Brasil (Brasília)
  • Temperatura dificilmente chega a baixar de 0 graus, e raramente passa de 25o C. Espere chuva, frequentemente.

Principais cidades

Lifey river, em Dublin, Irlanda
Lifey river, em Dublin, Irlanda

Dublin

A capital irlandesa é também a cidade mais populosa. A cidade é um misto de “interior” com agitação. Tem muitos e muitos pubs e diversos festivais ao longo do ano, incluindo o grandioso St Patrick’s day, Ocktoberfest, Festival of World Cultures e tantos mais.

É a cidade que também concentra o maior número de opções de escolas e também de brasileiros.

Cork

É a segunda maior cidade da Irlanda, mas tem apenas 120 mil pessoas! Dentro da ilha é a melhor opção para surfistas (que topam enfrentar o frio e a água gelada) e uma boa opção para intercambistas. Os cursos acabam sendo um pouco mais caro que Dublin, mas tem menos brasileiros.

Apreciando a orla de Galway, Irlanda
Apreciando a orla de Galway, Irlanda

Galway

É a segunda cidade mais famosa da Irlanda na Europa. Além de ser linda, tem um clima todo especial, pela arquitetura e pela praia.
Tem menos de 80 mil habitantes e se tornou uma boa opção para o intercambista quer fugir de Dublin e manter o clima “multicultural”.

Limerick

É uma cidade universitária, cheia de jovens e rica em cultura. Por ser no interior e sem costa (praia) acaba não sendo dos destinos mais comuns. A cidadezinha tem pouco menos de 100 mil habitantes.

Bray

Um lugarzinho para quem quer paz no seu intercâmbio. É uma pequenina cidade praieira (menos de 30 mil habitantes), onde vive uma população mais bem de vida. As opções de lazer são menores, assim como as opções de trabalho, mas a tranquilidade e a beleza do lugar compensam!

De qualquer forma, de trem, você está a 30 minutos de Dublin.

Waterford

Outra cidadezinha de 50 mil habitantes que fica entre Cork e Dublin – a uns 170 km de Dublin, e 120km de Cork. É um cidade universitária com uma população jovem e bastante opções para estudantes. Apesar de pequena, como quase todas as cidades da Irlanda, tem excelente infraestrutura.

Para quem quer sossego, um custo de vida menor, poucos brasileiros, e não ficar muito longe dos aeroportos, Waterford é uma opção. Vale dizer, que nem sempre as agências tem opções de escolas da cidade, que obviamente, são poucas.

Comece a planejar o seu intercâmbio na Irlanda agora!!!

Tudo pronto? Já sabe tudo sobre a intercâmbio na Irlanda?

Bom, então agora é hora de planejar seu intercâmbio. Para facilitar a sua vida, criei um esqueminha com o 7 passos para planejar seu intercâmbio e que você pode ver os detalhes de cada passo clicando aqui!

Ou então. preencha o formulário abaixo e receba diversas propostas de diversas agências de intercâmbio especialistas em Irlanda, em todo Brasil

 

 

Campos marcados com * são obrigatórios.

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

  • Icaro

    Muito bom, não tinha achado nada tão completo sobre a Irlanda! Obrigado, Homero

  • Bruno

    Nossa, muito legal o conteúdo do post.

    Tenho interesse em fazer especialização, mas considero meu inglês intermediário, estou estudando no Brasil e quando conseguir a tão sonhada certificação vou para lá…

    • Oi Bruno, muito obrigado!

      Na verdade sugiro que você busque sua certificação lá na IRlanda mesmo, fazendo um curso de 6 meses de inglês -http://www.intercambioeviagem.com.br/quanto-custa-um-intercambio-irlanda-8-meses-estudo-trabalho/

      Vai aprender o idioma muito mais rapido e poder fazer a sua especialização!

      Quanto mais rápido você embarcar no seu intercambio, melhor… 🙂

      Espero ter ajudado!!!

      abs,
      Homero

Viaje mais...

...continue viajando!