Meu intercâmbio na Argentina, o que fiz?

Intercâmbio na Argentina é certamente a opção mais fácil para quem quer estudar fora do país. Estudar espanhol e vivenciar a língua no dia-a-dia é a forma mais rápida e efetiva de aprender a língua.

Quando viajei para a Argentina eu já tinha estudado espanhol antes, mas após ficar 2 ano sem usar, eu não lembrava praticamente nada. Inclusive, perdi uma oportunidade de trabalho no meu intercâmbio na Irlanda, porque estava enferrujado na língua. Na volta de Dublin, decidi fazer um rápido intercâmbio na Argentina.

Na época, fiz algo que continuo achando uma boa idéia: eu misturei um mochilão com um rápido intercâmbio. Basicamente qual foi meu roteiro de 20 dias, todo em ônibus:

  1. 1 dia em Curitiba
  2. 1 dia em Porto Alegre
  3. 2 noites em Montevideu, sendo um dia na cidade mesmo e outro em Punta del Este
  4. 10 dias em Buenos Aires para estudar – vou detalhar mais abaixo
  5. 3 dias em Foz do Iguaçu
  6. 1 dia em Ponta Grossa

Chega história, vamos a parte de estudar espanhol no meu intercâmbio na Argentina!

Com um dinheiro limitado, meu plano era fazer um curso de 2 semanas em Buenos Aires. Eu não contratei nenhum curso com nenhuma agência de intercâmbio o plano era achar uma escolha chegando lá.

cheguei em uma sexta-feira, pedi dica no hostel e fui atrás. Ao me deparar com os preços (de tudo), tive que rever meus planos: eu não conseguiria ficar 2 semanas estudando e fazendo todo o roteiro que tinha planejado.

Minha opção foi por fazer um curso  particular de uma semana em uma escola (Lenguas del Sur), que aparentemente não existe mais. A professora era excelente, fiz todos os exercícios e me aproveitei de um dos principais benefícios do intercâmbio: falei espanhol com os nativos o tempo todo…. o tempo todo, em todo lugar.

Esta opção de ir até o país e lá encontrar uma escola pode ser uma boa alternativa para países da América do Sul, como Argentina, Chile, Peru, Bolívia etc. Porém, tem duas coisas:

  • Pesquise opções antes de ir. Este foi meu maior erro, no fim das contas tiver apenas um dia para achar uma escola e talvez não tenha achado a melhor
  • Se você não tem nenhuma intimidade com a língua ainda, você pode sofrer um pouquinho nas negociações lá e não fazer uma boa escolha. Neste caso, vale muito a ajuda de um agência de intercâmbio, que eventualmente vai fazer a viagem ser até mais barata.

Conclusões do meu intercâmbio na Argentina

  • Eu consegui o queria: desenferrujar meu espanhol. Se tivesse conseguido ficar as 2 semanas previstas inicialmente, seria excepcional… Mas enfim, preferi dar um passeadinha extra hehe.
  • Fiz toda minha viagem de ônibus. Como eu tinha tempo, fiz a opção de troca um valor de passagem de avião por várias passagens de ônibus e conhecer o caminho. Foi bem legal e não gastei mais por causa disso! 🙂
  • Na época, eu gastei pouco menos de US$ 1000, que era R$ 2500 pela conversão. Atualmente, revisando os custos que tive em 2009 (meu deus, faz tempo!), acredito que precisaria de aprox. R$ 4000 para fazer a mesma viagem, ou R$ 5500 para ficar as 2 semanas estudando como planejei.

Pronto para fazer uma simulação do seu intercâmbio? Entre aqui e simule quanto custará um intercâmbio de espanhol, ou então um intercâmbio de inglês.

05 Mafalda e sua trupe passeando por San Telmo - Buenos Aires, Argentina
Eu, Mafalda e sua trupe passeando por San Telmo – Buenos Aires, Argentina

Mais sobre esta viagem...

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Viaje mais...

...continue viajando!