Roteiro de Viagem: 18 dias no Japão

Ao planejar sua viagem para o Japão, logo de cara virão algumas certezas quanto as cidades que irá visitar, mas muitas outras dúvidas surgirão.

Neste Roteiro de Viagem no Japão, a intenção é listar as principais cidades e dizer o porque fui ou não fui para cada lugar, colocando na minha ordem de prioridade! Pois, se preparar para visitar lugares famosos ou comuns já é complicado, imagine então planejar uma viagem para o Japão! Se você está nessa, eu sei bem o que você vai passar.

Primeiro, é uma viagem tão longa e difícil de se repetir, tem que ser muito bem aproveitada. Segundo, talvez algum lugar de interesse você não ache coisas em inglês – nem cogite espanhol ou português. Por fim, cada dia vai descobrir algo inusitado e vai querer descobrir como “enfiar” na sua agenda.

Aqui minha sugestão de destinos, e veja aqui detalhes dos custos da minha viagem sozinho para o Japão e as fotos do Japão!

Tokyo (Tóquio) – três ou quatro dias

Abrindo a lista a capital é uma das maiores cidades do mundo, não pode ficar fora. Para os mais apressados três dias são suficientes. Para aqueles que quiserem descer um pouco mais nas entranhas da cidade, como museus do centro ou vida a noturna de Roppongi, é bom adicionar o 4.o dia.

Aaaaaaaaahh… é muita grande, é muita coisa, principalmente se for fazer compras: Shinjuku, Shibuya, Odaiba, Akihabara, Ueno, Roppongi, Harajuku, Asakusa, etc., etc…. Apaixonado por vistas panorâmicas, nada como o Skytree.

O famoso cruzamento em Shibuya, Tokyo
O famoso cruzamento em Shibuya, Tokyo

Kyoto (Quioto) – 3 ou 4 dias

Para quem gosta de Templos, Kyoto é o paraíso. Um mais lindo que o outro e com suas peculiaridades. Além, claro, de um Castelo e um Palácio, bairro de compras e um clima excitante pelas ruas!

Para quem quer mesmo conhecer templos, conheci quem ficou seis dias em Kyoto, e quiçá, não conheceu tudo!

Kinkakuji, o templo de ouro, em Kyoto
Kinkakuji, o templo de ouro, em Kyoto

Hiroshima – um ou dois dias

Por toda história da guerra e da bomba, é um local imperdível no Japão. O Memorial e o Museu da Bomba Atômica, são lindos e muito interessantes. A cidade ainda tem o museu de arte e um castelo que parecem bem legais mas não pude conferir, fiquei apenas um dia, de manhã fiquei em Hiroshima e na parte da tarde fui a Miyajima.

A-Bomb Dome, em Hiroshima, Japão
A-Bomb Dome, em Hiroshima, Japão

Okinawa (Naha) – dois ou três dias

O arquipélago bem ao sul da ilha principal – duas horas de avião de Osaka – é considerado o Havaí japonês e tem praias e ilhas espetaculares, além de alguns templos e castelos que valem a visita. Para fechar, tem um Outlet, que sobrando um tempo, vale a visita.

Pus dois ou três dias, mas para quem quiser ir a fundo, é possível ficar uma semana ou mais e ainda estar conhecendo praias e ilhas novas e lindas! Por outro lado, para turistas de fora, Okinawa não está entre as prioridades.

Okinawa, Japão
Okinawa, Japão

Nara – um dia

Antiga capital do Japão durante o “Nara Period” (coincidência não?) é uma simpática cidadezinha que tem alguns templos incluindo o renomado Todaiji, que tem o maior Buda “indoor” do mundo. Vale demais a visita!

Todaiji, em Nara, Japão
Todaiji, em Nara, Japão

Fuji – um ou dois dias

Para quem quiser ver o sol nascer no topo do Monte Fuji, vai ter que fazer a escalada durante a noite e isso de cara vai lhe custar dois dias. Acabei indo em outubro e o clima não estava propenso  – ventos tornavam o passeio perigoso. Além disso, as estações de descanso abrem apenas em Julho e Agosto. Fora desta época não tem muito local para descanso e montar barracas é proibido!

Para compensar, dá para dar um pulinho no divertido Fuji-Q, parque de diversões! O meu plano era fazer os dois em dois dias, não deu… no verão daria.

Montanha Takabisha, Fuji-Q, Japão
Montanha Takabisha, Fuji-Q, Japão

Nikko – um ou dois dias

A simpática e linda cidade tem três grandes templos e uma vista pitoresca de uma tal de Ponte Sagrada. Além disso, o local é abrigo para Ryokans (hotéis típicos) e termais, então para quem quiser relaxar, é uma boa pedida também!

Ponte Sagrada em Nikko, Japão
Ponte Sagrada em Nikko, Japão

Himeji – um dia

A cidade abriga o principal Castelo do país – que está em obras até 2015 – e só por este motivo vale a visita que pode durar tanto quanto uma tarde.

Castelo de Himeji, Japão
Castelo de Himeji, Japão

Miyajima – um dia (ou menos)

Aproveitei a ida a Hiroshima que fui pela manhã e fui para tarde para ver o pôr do sol em Miyajima, já com a maré subindo, molhando os pés do enorme Torii. Visita inesquecível, pela caminhada  ao topo do Monte Misen e pelo pôr do sol no Itsukushima Shrine.

Itsukushima Shrine, em Miyajima, Japão
Itsukushima Shrine, em Miyajima, Japão

Matsumoto – um dia

Para os cidadãos comuns como eu, um dia é suficiente para conhecer o castelo de Matsumoto, segundo castelo mais importante do Japão e aproveitar um banho relaxante e “cômico” – pelado, com um monte de japonês – em um Onsen / Hot Spring da cidade.

Para os aventureiros, a cidade fica próximo a Nagano e aos Alpes. Opções de escalada e outros esportes de aventura não faltam na região.

Castelo de Matsumoto, em Matsumoto, Japão
Castelo de Matsumoto, em Matsumoto, Japão

Kamakura – um dia

A cidadela fica a uma hora de Tokyo e vale a visita pelo gigante Daibutsu (Buda) e pelo belo templo da cidade. Havendo restrição de tempo, passa a ser dispensável, apesar de ser um passeio muito agradável!

Meditando com o Daibutsu em Kamakura, Japão
Meditando com o Daibutsu em Kamakura, Japão

Osaka – dois dias

Acabei não indo para Osaka por preferir aprofundar em Kyoto e Tokyo, mas pelo que pesquisei e conversei com outros mochileiros, dois dias é suficiente para conhecer a cidade e principais atrações. Assim como Kyoto, é um bom “hub” para dormir e conhecer a região, como Kyoto e Nara.

Passei só um noite lá. Muito especial diga-se de passagem… o motivo, abaixo!

Galera do hostel em Osaka
Galera do hostel em Osaka

Outras opções:

  • Nagano, para esquiar
  • Nagashima, para montanhas russas
  • Hokkaido, para explorar o interior e talvez esquiar
  • Kanazawa para o templo ninja
  • Oagasara Islanda para mais praias
  • http://www.japan-guide.com/e/e623a.html para TUDO sobre viajar no Japão

Comentários e curiosidades do Japão

Mais sobre esta viagem...

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora… Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Viaje mais...

...continue viajando!